BEM VINDO A BONESTORE!

Encerrada a promoção do álbum de estreia, "We Are The Law" (2013), o King Of Bones passou de promessa a realidade. De meros iniciantes desconhecidos, Júlio Federici (vocal), Rene Matela (guitarra), Rafael Vitor (baixo), Renato Nassif (bateria) sentiram a resposta positiva durante a turnê, em que realizaram diversos shows ao lado da banda de Andre Matos (ex-Angra, Viper, Shaman). Sem criar alarde ou forçar expectativa, os músicos foram conquistando fãs e formando uma base sólida de seguidores. O público, acostumado a ver bandas de abertura sem tanto interesse, se surpreendeu. O segredo é simples. Cada vez que eles sobem ao palco, pensam especificamente em mostrar seu valor e se divertir tocando suas músicas. Assim, além de conseguir cativar as pessoas, o grupo vem galgando degraus importantes para a sequência dos trabalhos.
 
Praticando um Hard’N'Heavy com influências de Dio, Ozzy Osbourne, Whitesnake, Harem Scarem e Blue Murder, os músicos conseguiram passar sua personalidade em "We Are The Law" (2013), gravado no Norcal Studios com os produtores e engenheiros de som Brendan Duffey e Adriano Daga. As ações dos músicos falam por si e, assim como retratam no disco de estreia, eles seguem buscando a realização dos sonhos.
 
O passo seguinte chega agora com o novo álbum, "Don't Mess With The King" (2016), lançado de forma independente no Brasil e na Europa pela gravadora dinamarquesa Lions Pride Music. O álbum conta com a participação do guitarrista André "Zaza" Hernandes (ex-Andre Matos) em "The World Goes Round" e do tecladista Fabio Ribeiro (Remove Silence, ex-Andre Matos, Angra, Shaman, A Chave do Sol).
 
O material, que contou com produção a cargo de Henrique Baboom e capa de Gustavo Sazes, conta com o videoclipe promocional para a faixa "Hold Me Closer". O grupo iniciou a promoção com shows em São Paulo – Gillan's Inn e nos festivais "Rock na Porta" e "Rock na Casa" – e estreou nos palcos da Argentina. No momento, o grupo agenda mais datas e inicia a divulgação no exterior. O objetivo do quarteto, que efetivamente encontrou a sua identidade musical em "Don't Mess With The King", segue m a base de fãs que foi conquistada e dar um passo adiante.